Porque quando estabelecemos um prazo real e um valor compatível com o nível profissional, ouvimos que o concorrente faz mais rápido e barato?

 
A corda sempre arrebenta para o lado mais fraco, no caso as produtoras.
As agências trocam de produtora como se troca de roupa, sem perceber que o problema está na sua estrutura, na escolha do perfil ou no fato de um GP exercer várias funções sem ser especialista em nada. O efeito dominó existe e quem paga o pato e fica “queimado” no mercado são as produtoras, tudo porque quem dita as regras são as agências.

 
Na maioria das vezes as agências, além de profissionais incompatíveis principalmente se tratando de Tecnologia, são extremamente desorganizadas, sem fluxo ou metodologia. Em alguns momentos, o dinheiro parece resolver tudo, mas não é bem assim. Quantas vezes ouvi o cliente desesperado depois de 10 dias sumido, aparecer numa sexta e o prazo de 7 dias virar 3 e dizendo, eu pago para sua equipe ficar no final de semana e se você diz não, não é mais parceiro. Se você diz que não é questão de dinheiro, você está falando grego.

 
Faz mais de um ano que a BG7, decidiu nadar contra a maré e não aceitar mais projetos bomba, com escopo furado e que não tivesse um prazo digno. Evitamos agências com essa filosofia atrasada de “culpar” a produtora, ou iludir na famosa parceria de uma única mão. Resolvemos dizer NÃO para a bagunças, falta de planejamento, profissionalismo, exploração e desorganização.

 
Não acreditamos nessa história que sempre foi assim e não vai mudar.
Mudar é preciso, um modelo que não funciona há tempos e todos estão empurrando com a barriga, custa caro para muitos.
Profissionais frustrados, jobs sem qualidade e prazo, enfim cliente infeliz e no prejuízo.

 

Nesse ínterim, até para reforçar que a maior parte problema está em algumas agências: conseguimos trabalhar com o desenvolvimento de vários produtos com clientes diretos, e sem o stress habitual devido ao fluxo que obtivemos, planejamentos e outros. Não viramos noite, ninguém mais fica doente na equipe, raramente trabalhamos final de semana, o jobs saem com qualidade, enfim totalmente motivador. A pergunta é, porque trabalhando com agências não pode ser da mesma forma? Ego?

 
Até quando as agências terão essa filosofia de “uso” da Produtora sem o respeito profissional? Até quando as produtoras irão se comportar como amadoras, sem impor sua competência ao mercado?
Mudar, é preciso. É burrice hoje em dia, agência e produtora sofrerem tanto para fazer um job.

Share: Facebook, Twitter, Google Plus

Leave a Comment: